Instruções de Instalação – Medidor Mássico Coriolis

Smartins & PiresNovidadesComentar

O medidor de vazão Coriólis é bem mais tranquilo comparado aos outros medidores, mesmo não requerendo trechos retos. O medidor requerer cuidados especiais de instalação dependendo do que está sendo medido. É importante conhecer perda de carga na linha, a densidade e viscosidade, o diâmetro para não causar incrustação e entupimento da tubulação e fluidos homogêneos isentos de bolhas de air.

Um medidor que realiza diferentes tipos de medição, o Coriólis pode medir vazão de massa, temperatura e densidade diretamente. Esses recursos ajudam identificar o °BRIX em processos de Usina e Açúcar.

Além disso, tem outras medições de vazão utilizando essas primeiras como base. Como exemplo, eu posso citar medição de vazão volumétrica e concentração. Essa Tecnologia é a mais precisa, podendo obter exatidão ±0,1% de F.E para líquidos e para gases essa precisão pode ser ainda menor.

Um ponto importante é que se a aplicação do medidor é apenas para medição de densidade.

Não é necessário instalar o medidor do tamanho da linha, você pode economizar instalando medidor em um by-pass com diâmetro menor, mas fique atento com a perda de carga, ou seja, o estrangulamento dever ser calculado.

Agora vamos dar uma olhada em alguns cenários que podemos encontrar no campo

  • Instalação incorreta do sensor Coriólis, para baixo quando deveria ser para cima, vice versa.
  • Alta vibração na linha que podem afetar alguns modelos de medidor de vazão Coriólis
  • Instalação onde existe produto bifásico que pode afetar a medição.

Recomendações para instalação dos medidores de vazão Coriólis

  • Fluído onde têm bolhas, o sensor deve ficar instalado para baixo. Motivo é que as bolhas tendem a subir e dessa forma sair do tubo.
  • Fluído com sólidos, o sensor deve ser instalado para cima. O sólido tende a ficar no fundo e com essa instalação ele não acumulará dentro do medidor.
  • Melhor forma de instalar o medidor é na vertical com fluido na ascendente.
  • Nunca instalar o sensor de lado, isso pode afetar o funcionamento do sensor e desbalancear os tubos de medição.

medidor de vazão mássico Coriólis é um medidor de vazão mássico que utiliza o fluxo mássico do fluido para modular a oscilação do tubo vibratório, ou seja, o princípio da força Coriólis. Geralmente é composto por um sensor de fluxo de massa e um transmissor. O preço do medidor Coriólis geralmente é muito caro. Após os clientes receberem o medidor de vazão, eles devem prestar atenção em como instalá-los para obter o melhor efeito de instalação e precisão de medição. Aqui está uma breve visão geral do problema de instalação do medidor Coriólis.

Posição de medição de líquido

Esse tipo de instalação geralmente é para medição de líquidos; é recomendável liberar e esvaziar o gás que possivelmente armazenado na tubulação dos medidores de vazão de massa Coriólis antes da instalação.

smartins-imagem1

 

Posição de medição de gás e vapor

É recomendável usar a instalação invertida para a medição de gás (por exemplo, vapor). Porque somente dessa maneira, o líquido que poderia ser armazenado nos medidores de fluxo de massa Coriólis poderia ser liberado e esvaziado.

smartins-imagem2

Medição de sólidos líquidos e posição de medição de fluidos de alta viscosidade

A instalação do tipo sinalizador bandeira é à maneira de instalação de o Coriólis Mass Flow Meter na vertical em relação à linha horizontal. Recomenda-se a medição do líquido da suspensão e do líquido bifásico do líquido e do sólido para usar a instalação do tipo bandeira. Por exemplo, para o líquido de fácil solidificação sob a mudança de temperatura e para o líquido de alta viscosidade, é necessário esvaziar o líquido deixado na tubulação de medição após a medição. A instalação do tipo bandeira não influenciará a precisão da medição de qualquer tipo de líquido medido. Mas a direção do fluxo medido deve ser de baixo para cima.

Se uma instalação vertical for necessária, alguns cuidados precisam ser tomados para que os tubos do medidor estejam sempre preenchidos com o fluido a ser medido (sem bolhas de gás). Especialmente para executar o zero do medidor, esta instalação dificulta a condição de deixar o medidor completamente preenchido com o fluido e sem nenhum movimento.

smartins-imagem3

Instalação do medidor Micro-Size Coriólis

A faixa de vazão dos medidores de vazão mássica Coriólis de tamanho pequeno é muito pequena, enquanto a exigência sobre a precisão é alta. Dessa forma, é necessário o suporte e a placa de montagem estáveis. A instalação da placa de montagem e do medidor de fluxo de massa Coriólis deve ser completamente plana, sem espaço. Caso contrário, use o parafuso de nível para ajustar a balança. A instalação dos medidores de fluxo de massa Coriólis de tamanho pequeno é mostrada abaixo:

smartins-imagem4

Em princípio os medidores mássicos podem ser instalados quase em qualquer posição, o que será explicado nos exemplos de instalação abaixo. A instalação deve ser cuidadosamente estudada, para que o medidor possa funcionar com o máximo de eficiência. A linha do sistema deve estar tão livre de vibração quanto possível. Vibrações normais da planta não tem nenhum efeito no desempenho do medidor. Entretanto, não monte o sensor em áreas com altas vibrações. Evite redutores de tubulação abruptos perto do sensor. Eles podem causar cavitação ou vaporização (“flashing”) dentro dos tubos medidores. Não deve haver nenhuma válvula, redutores ou uniões de tubos entre os suportes da linha e o sensor. Não use montagens que provoquem impacto entre a caixa de proteção do sensor e a superfície da instalação. Isto normalmente resulta em condições instáveis do ponto zero. Os medidores não devem ser instalados imediatamente antes ou depois de curvas ou de elementos de controle de vazão, como válvulas por exemplo. Nestes casos para obter uma boa medição é recomendável manter um trecho reto de tubulação, antes e depois do sensor igual ou maior que a largura de sua caixa de proteção. Todos os medidores, antes da partida, devem ser zerados. Para tanto, é recomendável que se instale uma válvula de fechamento na saída do medidor a fim de assegurar que realmente nenhum fluido esteja passando pelo sensor durante o processo de calibração de zero. Na medição de líquidos, o medidor deve ser instalado preferencialmente com a sua caixa de proteção virada para baixo e na medição de gases virada para cima. No primeiro caso é para evitar o acumulo de bolhas de gás e no segundo o acumulo de condensados. Estas duas possibilidades poderiam gerar um sinal falso de vazão mesmo quando não há passagem de fluido pelo medidor. Se há necessidade de drenar completamente o medidor em etapas do processo então este deverá ser instalado na posição horizontal, mas ligeiramente virado para cima. O sensor contem bobinas indutivas (BI) sensíveis a campos magnéticos. A localização do sensor deve estar tão longe quanto possível de fontes de ruído elétrico (transformadores, fontes chaveadas de alta potência, motores elétricos grandes, inversores de frequência, etc…). Dentro dos limites especificados, a precisão de medição não é afetada por variações de temperatura e pressão.

Para todos os casos é importante lembrar que a tubulação deve ser fixada rigidamente antes e depois do sensor.

 

Verifique o Damp, Cutoff, corte de fluxo, vibração, pressão maior que a perda de carga, certifique-se expulsão de bolhas de ar, limpeza CIP, reduzir as casas decimais, seu medidor informar, densidade do processo, temperatura.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *